Em meio a pandemia que atravessamos vejo muitas pessoas perdidas em lidar com si mesmas ou simplesmente para ficar em silêncio.

Dificuldade em se perceber já que tem mais tempo, ouvir a própria respiração, que conecta a essência, ao eu superior, ao todo e ao Universo.

O silêncio se faz necessário após uma constatação, após um insight, necessário para a intuição se apresentar.

Esse momento de quarentena nos proporciona um pausa, na correria cotidiana, pausa para repensar profissões, ações, pausa para se ver nas relações com os outros e com si mesmo.

Uma pausa sentida como bênção para alguns e tortura para outros, esses com dificuldades para se ver, aceitar mudanças, lidar com frustações e ver que as vezes o problema não esta fora e sim dentro.

O silêncio tem poder de mostrar tudo sem se manifestar verbalmente. Olhe o céu, a natureza, o olhar dos outros, olhe o seu padrão de pensamento, o mundo mudo e sua mente gritando no silêncio do seu aborrecimento.

Para alguns a pausa é tranquilidade para outros ansiedade, apreensão e medo do novo.

Independente da situação financeira, estou falando do seu interior, como você lida com o silêncio é como você lida com você mesmo, porque a nossa essência é sentida e percebida no silêncio.

E a forma que você aceita, gosta e se pratica em essência se reflete no externo. Quem conhece e respeita a sua própria essência, encontra o poder do silêncio.

A prosperidade reside no silêncio dos seus bons pensamentos, no silêncio da sua gratidão e amor ao Universo e no silêncio da energia vibrante que você emana ao se encontrar dentro de si.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here