Você não pode obter o bastante daquilo que não quer parece simples quando pensamos que a pessoa tem dúvidas, mas e quando ela tem certeza e ainda assim não consegue o que deseja, qual será o problema?

Na verdade, a questão esta em se identificamos corretamente essa certeza, achamos que para ter certeza basta querer, basta uma vontade ou ideia. Não é simples assim.

Para haver certeza precisamos ter coerência entre pensar, sentir e querer. Se eu penso que seria bom, por exemplo, trocar de emprego porque estou trabalhando longe, começo a procurar vagas e nada parece interessante, mas continua pensando que seria bom mudar.

Chego todos os dias cansada devido ao trajeto, por isso acabo não tendo muita motivação, tudo tira minha atenção das minhas tarefas. Tarefas essas que gosto de fazer, mas pensar no caminho de volta me estressa. 

Preciso admitir que o ambiente me agrada e os colegas de trabalho são muito bons, vou sentir falta de muitos deles, mas vou procurar outro emprego.

Em meio a essas situações não sei exatamente porque meu trabalho não rende se gosto do que faço, enfim, fico nesse pensamento de que quero sair e não sei porque nenhuma vaga me agrada.

Fica difícil encontrar algo interessante se sinto que gosto de onde trabalho, se na verdade, bem lá no fundo, eu sinto que deveria ficar. Mas, chego todos os dias cansada em casa. 
Percebo a incoerência…

É isso que faz com que não posso obtenho o bastante do que tenho, boas companhias, satisfação no que faço, consequentemente bom desempenho, se estou apegado ao fato de que quero trabalhar perto.

Penso que gosto do que faço, sinto que tenho boas relações, mas não quero ficar 2 horas no transito. Por isso inconscientemente nada me agrada. Enquanto não houver acordo entre pensar, sentir e querer ficamos enrolados em situações que aparentemente queremos.


Leve esse exemplo para todas as áreas da sua vida que fazem você pensar por que não esta obtendo o melhor. Você precisa encontrar pelo menos duas das ponderações entre pensar, sentir e querer. Por exemplo, sinto e quero ou penso e sinto.

Considere que querer não é só um desejo e sim aquela vontade que vem do fundo de você. Observe se o pensar esta de acordo com os seus valores. E lembre-se sempre o que você sente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *